#

O mate surgiu de onde mesmo?

31
mai

Árvore de erva-mate - Foto de Afonso Olizeski

No início, quem bebia muito o líquido produzido da erva-mate eram os índios, pelo menos os que viviam no miolo que engloba os estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e um pouquinho de São Paulo – além do país vizinho, Paraguai. Dá pra ver que a planta é praticamente brasileira, mas era consumida em outros lugares também como a Argentina e o Uruguai.

O homem branco europeu, colonizador, teve contato com a planta nessas regiões por meio das missões jesuítas e pelo bandeirantismo paulista. Os índios acreditavam que a bebida era feita a partir das folhas de uma árvore que o próprio Deus Tupã havia presenteado. Lenda, claro, mas eles ofereciam de bom grado a infusão de caa-í aos recém-chegados; era um chá servido em porongos rústicos e bebido com canudos de taquara.

Os padres não gostavam mais da idéia do que propriamente do gosto, afinal era uma erva estimulante, excessivamente diurética e tinha origem ligada a um ‘falso’ Deus. Balela comprovada posteriormente quando aprenderam o significado da língua tupi-guarani: o termo caa-í significava água de erva saborosa. Ou seja, além de não fazer mal algum, a bebida socializava amistosamente as pessoas. Mais tarde, o caa-í acabou virando caa mate porque o nome mate, desígnio do recipiente em que era servida a bebida, passou a significar a própria infusão.

Por sua vez, os jesuítas desenvolveram as primeiras técnicas de cultivo da planta que se tornou um negócio de grande porte com o passar dos anos. A classificação científica da planta só ocorreu mesmo nos idos dos anos  de 1820. Em viagem pelo Brasil, coube ao naturalista francês Auguste de Saint-Hilaire fazer a classificação botânica da erva depois de recolher amostras para pesquisa: o nome dado foi Ilex paraguariensis.

Hoje, além de ser uma bebida popular seja como um simples chá (ou misturado ao tantos outros produtos como o Rei do Mate faz) seja como o clássico chimarrão sulista, a erva-mate se dissipa para o mundo sendo exportada para 24 países (sul-americanos e europeus). Logo, logo terá um rival à altura no mercado árabe: o chá verde.

Tags: , ,

#

3 Respostas para “O mate surgiu de onde mesmo?”

  1. Vivian disse:

    Rei do Mate também é cultura!!! Adorei!!!

  2. Thiago disse:

    Bom saber disso.
    Podiam falar também de umas festas do Mate que tem em SC.

  3. Amaral disse:

    Gostei das curiosidades;

    Valeu!!!!!

Deixe uma resposta -